domingo, 2 de dezembro de 2012






Desculpem o tom de voz, desculpem o choque que pode provocar as imagens e desculpem acima de tudo pela falta de Humanidade que ainda está patente no mundo atual. Todos nós, em pequenos pedacinhos, podemos mudar isso. Sejam sensiveis, mais Humanos e debatam-se por causas sociais.  
Sê feliz e faz dos outros, a tua felicidade !

Do alto de toda a minha indignidade pergunto, "Que mundo é este?" !
Sim, que mundo é este, onde a primeira noticia que ouço quando acordo é "Pais levam crianças ao hospital como único meio de terem comida"? Que mundo é este, onde se gastam milhões em luzes de Natal para haver cidades bonitas, enquanto muitos mendigos empobrecem-nas quando um bocado de cartão é o seu único objecto que o aqueça? Que mundo diz-se ser este, tão belo, quando a futilidade reina nuns, e outros nem uns simples sapatos tem para não andar descalços? Que mundo é este onde se debatem as questões de presentes de Natal, enquanto muitas crianças não tem um teto, não tem um unico alimento ou sequer uma mãe que lhes conforte o coração? Que mundo é este onde as palavras crise, miséria, fome, tristeza, choro, revolta, guerra, manifestações é o almoço de muitos e o jantar acaba por ser um pouco de nada e uma mão cheia de tão pouco? Que mundo é este afinal, que deixa idosos morrerem ao abandono e na solidão , quando um dia foram os mais Humanos Seres? Que mundo é este onde os politicos preparam os melhores discursos para ofender partidos ao invés de escolher as formas mais eficazes de assegurar a alimentação, a saúde, a educação e o bem estar comum? 
Afinal, que mundo é este dividido entre o tudo e o nada? Afinal é isso que vemos, uns subsistem com tanto, cheios de glamour e envoltos em luxuria, enquanto, paralelamente, outros subsistem com um pouco de ar, uma lufada de vento e uma esperança no coração.
Quanto não vale ver crianças felizes, com um beijo no rosto e um traço de ternura no sorriso? Quanto não vale ver um povo mais unido, mais igualitário e mais saudável numa procura de uma acérrima fratenidade?
Sejam sensiveis por causas, por pessoas, por crianças, por familias... com gestos, com bens, com carinho, com um simples sorriso, com um olhar quente e com um abraço forte. São coisas que não se pagam e se para ti é banal, para muitos, pode ser uma nova esperança numa vida tão cheia de algo tão imundo.
Afinal, o quanto não vale, sermos e vermos ser os outros Felizes?

7 comentários:

  1. Como eu concordo contigo, é triste ver que o mundo evolui de uma maneira mas de outra continua na mesma. Não se justifica a quantidade de pessoas a morrer á fome e sem condições para viver!

    ResponderEliminar
  2. É bom saber que tenho pessoas que me entendem. Obrigada, e quanto ao teu texto, choro ao lê-lo e ao olhar as imagens. ♥

    ResponderEliminar
  3. Bem me tinhas dito que este teu texto de hoje era mais forte e é realmente. Já tantas vezes me questionei como tu, já tantas vezes vi a injustiça em que vivemos, esta disparidade entre ricos e pobres, entre pessoas que se julgam bem mais do que outros que têm uma história bem mais marcante. Poderia estar aqui a falar imenso tempo porque sabes o quão dado sou a este tema e a esta assimetria social que todos, mesmo sem querendo, contribuímos para que continue.
    Vivemos em tempos que os papais invertem-se, as pessoas guiam-se pela economia em detrimento dos valores, da solidariedade e da partilha entre semelhantes.
    O mundo seria bem melhor e todos, por pouco que fizesse, acabassem por contribuir com algo, acabassem por se entregar um pouco mais a uma causa humanitárias porque estamos "ainda" a falar de humanos que somos correcto?

    Um Beijinho e gostei muito :)

    ResponderEliminar
  4. Vim parar a este blog numa altura em que concordo com todas as palavras deste texto! Também me sinto revoltada com o que está a acontecer à minha volta e com o facto de me sentir impotente perante toda esta situação.

    ResponderEliminar

"Presenteia-me com Amor." <3