sábado, 5 de janeiro de 2013


 "Se quiseres poder suportar a vida, fica pronto para aceitar a morte."

Despeço-me de ti, num banho de lágrimas e numa tortura gélida de não voltar a tocar o teu corpo, sentir a tua mão e o som da tua voz a ecoar na minha mente. Despeço-me porque sei que lutas-te, que foste o que prometeras ser e mantives-te o teu olhar vivo até o destino decidir fechá-lo.
Nada ficou por dizer mas o toque das doze badaladas que se fazem soar fazem-me tremer o coração e embargam-me o volume da voz que teima eu não sair. Grito e ninguém ouve, mas o eco faz-me sentir louca... O choro não cala e a tua imagem, o teu sorriso afastasse de mim, sem dó, sem piedade, sem receio. E não é lá no fundo que dói, é aqui, em mim.
E não é tempestade curada. É ferida aberta e golpe sujo. Tu nunca te foste. Tu nunca te foste embora verdadeiramente de mim.
Desde as minhas palavras ao meu perfume. Em todo o lado. Em qualquer momento do meu dia, em qualquer sorriso do meu dia. Em toda a parte. No jardim de minha casa, na estrada que piso, nas folhas que escrevo. Estás tu. Há muito tempo. Tempo suficiente para eu fazer que sim. Que te foste. Mas não. Tu não te foste nem te vais. E eu consigo saber isso. Não é bem lá no fundo nem tão perto disso. É ainda agora lacuna no meu coração, é ainda agora fuga do teu amor. Sem perdão. Sem raiva. Só com dor. Porque tu não te foste. Tu não te foste, mas tu, tu já partiste. E por isso dói. Vezes sem conta. Baixinho. No silêncio dos teus passos e nos gritos do meu coração. Dói baixinho. Custa dizer porque o orgulho não deixa. Mas dói. Dói porque tu não te foste. Mas tu já partiste...


11 comentários:

  1. Adorei mesmo.
    Está muito profundo e cheio de sentimento.
    Parabéns :)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. r: oh é mais fácil falar, não é?

    a falar é tudo fácil, na realidade... nem tanto

    ResponderEliminar
  3. r: e será que vale lutar?

    ela podia dar uma ajuda :D

    ResponderEliminar
  4. Está a decorrer uma sondagem no meu blog,conto com a tua participação :D

    ResponderEliminar
  5. Que texto tocante, envolvente num negrume de sentimentos, numa partida sem chegada, numa mistura entre o receio de perder e as lágrimas que se sentem.
    Mais uma vez sempre a surpreender, porque te adaptas, porque adaptas estas tuas letras a tantas situações, a uma mistura de sentimentos.

    Um beijinho :)*

    ResponderEliminar
  6. ohh Daniela, agora fizeste-me tremer o coração. QUe coisa linda rapariga! Um dia o amor dele também vai partir acredita :)

    ResponderEliminar
  7. É divulgar, ajudem a divulgar para arranjarmos mais pessoas! Lets make it possible! *

    ResponderEliminar
  8. "Se deve viver, apesar de"
    Gostei do teu canto, das tuas palavras.
    Volto sempre. (:

    Beijos ;*
    http://changesl.blogspot.com.br/ -

    ResponderEliminar

"Presenteia-me com Amor." <3