sexta-feira, 28 de dezembro de 2012


 “Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe.”

A essência da vida está na porção de magia que lhe consegues administrar com amor no coração e paz na alma.
A minha vida sempre foi feita de experiências e vivências que me tornaram na pessoa que sou hoje, boa ou má, sou aquilo que idealizei em mim mesma numa conjunção perfeita de uma melodia para a mais bela letra de música. Eu não sou perfeita...
Já dei carinhos a pessoas que não mereciam apenas para não chorarem. Já fiz festinhas no meu irmão porque sabia que estava triste. Já me queimei a brincar com velas. Já fiz bolas de chiclete, bolas de sabão. Já conversei com o espelho e até já me fiz passar de "bruxa" apenas para me divertir. Já quis ser astronauta, música, , mágica, caçadora, trapezista, atriz... Já me escondi atrás de uma cortina ou debaixo de um edredon deixando os pés de fora.
Já tomei banho na chuva e acabei por ficar viciada por esse encanto. Já roubei alguns beijos e neguei outros. Já confundi sentimentos que eram evidentes. Já percorri atalhos que eram os errados e mesmo assim continuei a preferir esse caminho.
Já raspei com o dedo o fundo da panela, já me cortei por ser desajeitada e apressada. Já chorei a ouvir uma música no autocarro e já sorri a recordar espaços onde as pessoas tinham vida.
Já quis esquecer algumas pessoas, mas descobri que essas são as mais dificeis de descolar da memória. Já subi ao telhado, ás escondidas, para tentar apanhar uma estrela ou tocar a lua. Já subi árvores para roubar fruta, já cai das escadas e tropecei nos meus próprios "Ai's".
Já fiz juras eternas, já escrevi na escadaria enorme da escola, já chorei sentada no chão, já fugi de casa para sempre, mas segundos depois voltei,
Já corri para não deixar alguém chorar, já fiquei sozinho no meio de um turbilhão de gente. Já vi o pôr-do-sol alaranjado, já caí na piscina com vontade de nao voltar ao cimo. Já bebi até não sentir os lábios e as pernas. Já olhei a cidade de cima e não consegui encontrar o meu lugar. 
Já tive medo do escuro, já tremi de tão nervosa estar, já morri de amor, mas renasci ao ver o sorriso de alguém especial. Já me apaixonei e achei que era para sempre mas o "para sempre" ficou pela metade. Já me deitei na relva molhada de madrugada e esperei que a lua se transforma-se em sol.
Já acordei a meio da noite e fiquei com saudades. Já gritei de felicidade.
Foram tantos os momentos que me fizeram Ser, momentos gravados pelas lentes da emoção neste meu baú gigante: o coração. É isto que me torna aquilo que sou, a minha vontade de amar, de ir mais longe e de me acorrentar até sempre a esta a quem chamam de vida. Eu sou um pedaço de ti, de nós, dos que aqui estão, dos que me dão a mão, dos que me berram, dos que se afastam, dos que acariciam, dos que já foram, dos que ainda estão para vir... Pedaço dos que amam, sentem e sonham.
Sou tão feliz aqui, tão feliz...

17 comentários:

  1. Ser feliz está sempre nas nossas mãos, nas mãos de quem luta, de quem arrisca, de quem faz com que o sonho passe a ser realidade.
    Engraçado como encontro tanto de mim nas tuas palavras, naquelas mesmas, que falam de sentimento de uma forma tão bonita.
    É e sempre será bom ler cada pedaço do teu ser, cada sentir da tua linda pessoa.

    Um Beijinho :)*

    ResponderEliminar
  2. Daniela, muito obrigado pelo teu comentário, espero que continues a ler os meus desabafos, apesar de ultimamente não ter escrito :)
    Aproveito também para dizer que me identifico imenso com a tua escrita. Este em particular aborda a essência da vida da maneira mais genuína; há-que correr riscos e desafiar probabilidades para ser-se realmente feliz, de outra maneira a vida seria apenas uma linha reta sem graça!

    Segui, beijo*

    ResponderEliminar
  3. ele não faz nada, simplesmente muda a atitude das pessoas e isso é quase o caminho todo, para tudo ser mais "simples" :)

    ResponderEliminar
  4. mas a sociedade , as vezes, nem tempo têm para mimar o(a) outro(a) , quanto mais fazer sexo!


    e se fizerem é só por prazer ( o que as vezes é bom ), mas " toda a vida " NÃO!

    ResponderEliminar
  5. já para não falar do sexo por interesse/dinheiro!


    acho que as pessoas não andam a aproveitar tantos beneficios que uma coisa tão boa nos dá.

    ResponderEliminar
  6. anda tudo é maluco :)

    não aproveitam a vida!

    ResponderEliminar
  7. concordo!

    E muito mais aproveitada em jovens :)

    ResponderEliminar
  8. Obrigado Daniela, sempre pensei que era o único que pensava assim...

    ResponderEliminar

"Presenteia-me com Amor." <3